Petrolina-PE: Polícia já sabe quem matou a menina Beatriz.

Pouco mais de um ano após o brutal assassinato da pequena Beatriz Mota, de sete anos, que morreu ao ser atingida por 42 golpes de faca durante uma festa de formatura na escola em que estudava em Petrolina, no Sertão, a Polícia Civil conseguiu imagens que revelam a face do autor do crime. Para os investigadores, não há dúvidas de que o homem que aparece nas filmagens de câmeras de segurança de estabelecimentos próximos ao Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, onde ela estudava, é o assassino.A Delegada Responsável pelo caso, Gleide Ângelo, apresentou a imagem do homem apontado como o autor do crime que aconteceu em 10 de dezembro de 2015 durante uma solenidade de formatura no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora. Beatriz foi encontrada morta a facadas em um depósito de material esportivo na unidade escolar.Segundo a delegada, as novas investigações apontaram a identidade visual do suspeito após melhorarem as imagens de câmeras de segurança. A polícia continua acreditando que o crime foi aleatório e que o homem iria escolher qualquer criança para cometer o crime.Segundo a investigação, antes de cometer o assassinato, o suspeito ficou por duas horas na frente da escola atuando como se fosse flanelinha e teve contato com várias pessoas que foram à festa.“O homem que está nas imagens eu tenho certeza absoluta que foi ele que matou Beatriz. Ele não é mais suspeito. Ele é o assassino. Esse homem premeditou o crime e se faz de flanelinha. A partir das imagens nós vamos identificar o autor do crime e chegando a até ele vamos elucidar o crime. O que a gente pede a todos vocês é que divulguem as imagens do assassino. Esse crime não pode ficar sem resposta e nós vamos dá uma resposta a sociedade”, afirmou a Delegada Gleide Ângelo.A delegada disse ainda que o Disque-Denúncia vai oferecer R$ 10 mil de recompensa para quem tiver informações sobre a localização do homem.
Redação: Tony Bahia notícias de Barra do Tarrachil-BA.